Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Fonte
   

História

Em 23 de dezembro de 1955, nove pessoas da Comunidade de Teresópolis se reuniram na Sala de Audiências do Juízo de Direito da Comarca de Teresópolis, sob a presidência do titular Exmº Sr. Dr. Luiz Henrique Steele Filho, para constituir uma sociedade civil sob a denominação de CAIXA DE AUXÍLIO AO MENOR DESAMPARADO – CAMD, com finalidade de manter a vigilância ao menor e promover o amparo e assistência social ao mesmo.

A Igreja de Nova Vida de Teresópolis, desde a sua fundação em 1986, tem-se dedicado intensamente a amparar as necessidades da infância e da adolescência no Município. Em 1991, a Diretoria da então CAMD, ao final do seu mandato, procurou a nossa igreja solicitando que assumíssemos aquela instituição, por já ter conhecimento da atuação da igreja junto aos problemas infanto-juvenis e com total apoio do Juizado da Infância e da Juventude.

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada em 28 de janeiro de 2004, foi apresentado o novo estatuto da instituição, com as devidas alterações, de acordo com o Novo Código Civil, que foi submetido à apreciação da Assembleia e aprovado por unanimidade de votos. Em seguida, o presidente fez a explanação aos associados presentes sobre a necessidade da mudança do nome da CAMD, por exigência do Estatuto da Criança e do Adolescente, sugerindo como nova denominação ASSOCIAÇÃO NOVA VIDA – ANV -- a proposta em votação foi aprovada por unanimidade de votos dos presentes.

Nossa Missão:

Acolher crianças e adolescentes em situação de risco social, visando amparar, orientar, educar e promover iniciação profissional para os adolescentes, sempre estimulando sua autonomia, sua auto-estima e seu auto-desenvolvimento, contribuindo para que se tornem cidadãos conscientes e críticos, participantes e úteis nas suas comunidades.

Trabalhar as possibilidades de reinserção familiar, os vínculos afetivos, quando possíveis, bem como a inserção em família substituta.

Sermos uma instituição capaz de auxiliá-los na tomada de consciência de suas realidades e potencialidades, levando-os a não reproduzir sua história familiar de insucessos.

Nossos Valores:

Em todo o momento nossas ações não são neutras; estamos sempre nos interpretando, expressando nossa identidade, bem como influenciando outras. Nossos valores estão na ética, na família e na moral cristã, expressos no trabalho desenvolvido em respeito ao ser humano.

Nossa Visão:

Agregar valores morais e familiares à vida dos acolhidos, estimulando-os a uma visão crítica de sua realidade, capacitando-os para as mudanças que necessitam empreender, bem como os desafios da vida fora da instituição.